Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2008

Embriaguez

Quero beber, não agüento mais os arroubos de superioridade da classe média, outrora dominante, pois no momento não sei quem manda. Ah, será que alcançamos a Anarquia? Nada. Esse país é vassalo demais para tanto.- isso é um desrespeito. Vai enfrentar a fila do SUS que o senhor verá o que é desrespeito. Mas, pessoas morreram. Calma. Pessoas morrem todos os dias na subida das favelas. Há diversos pontos de vistas; há o daqueles que concordam com todos e tudo. Há aqueles que não entendem e acham que os “governantes” estão lá para fazer o papel de elite dominante-pensante-sabe-o-que-fazer... Bem, vá pensando. É o preço que se paga por viver um mundinho de faz de conta. E o que conta são as contas deles. É, a culpa de tudo é minha mesmo, eu que atraio esse tipo de coisa, esse tipo de gente. a culpa de tudo isso que aí está é minha mesmo não vou retroceder. Voltou a chover, sinto, ouço os sons pluviais, algo que como uma sinfonia, (para não perder o aspecto colono) se não lavo a alma, lavo o…

RITOS DE PASSAGEM

Ritos de passagem Será que é necessário haver toda essa existência? Será que poucas delas já não se bastam?Existem tantas coisas sem as quais tantas outras existiriam por si só. Oque há nesse mundo são existências descartáveis, prescindíveis. Existências que só servem para doer, para fazer doer, a dor em si já não é o bastante? Qual a função dos ritos de passagens? Marcar passagem do nada ao lugar nenhum? Vejo em minha frente seres que sequer sabem que existem, mas que estão aqui comemorando a sua pseudointegração ao sistema. Eles acreditam que fazem alguma parte de algo.E sabê-los, vê-los me dilacera. Me corta a alma sentir esse cheiro de esperança, de uma vida melhor, pois sei apenas que é tão-somente esperança, esperança irrigada, cultiva, alimentada com as dores do hoje,com o futuro promissor. Será que toda essa parafernália de esperanças precisa mesmo existir? E o que seria parar de existir? Será que o alimento de hoje dará para amanhã também? Ou talvez amanhã é muito longe, é u…