Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2008
Meço os paçosPor que me impeço de caminhar?Peso os passosPiso levePorque não quero ser pesadoPorque não quero levar nada tão resolutamenteA sério Mas meus passos são como chumboMeus pensamentos plumasPasso com todo pesoMas não me notoNão faço notaTudo destoa Porque tudo o que eu faço Faço à toaBusco rimas toscasEsquálidas, pálidasTímidas, inúteisOs meus passos são leves e são pesadosLeves porque não me tiram do lugar
Pesados porque não me deixam sair...
Meço, peso, pondero os passosE não passoE não fico...ParalisiaDisritmiaAgoniaMeus passos são leves Os meus pensamentos Que pensamQue pensam Que são profundosFundos...

Me afundam....
_______________________________________________________

...

Incautador do existirMais incauta ainda é A soledade que não me deixa partirA navegar nessas galésE navegar me levaria além-marPara o fundo que é te amar O amor fazsoçobrar?